MESA REDONDA

ARQUITETURA E SUSTENTABILIDADE

Agosto, 2023

Quem acompanha o que vou partilhando do meu dia a dia, da minha casa e da minha família, sabe que tenho vindo a fazer pequenas mudanças com o objetivo de ter um comportamento mais consciente e sustentável que minimize o meu impacto no planeta. É um caminho que tenho feito aos poucos e da forma que me faz mais sentido, e que tenho tentando levar também para a minha vida profissional, para a Homestories e para a minha equipa. 

Enquanto arquiteta reconheço que o nosso setor é dos que mais contribui para os problemas climáticos que enfrentamos, visto que 35% de todo o consumo de energia do planeta é da responsabilidade do setor dos edifícios, sendo a maioria das emissões de carbono referentes às necessidades de aquecimento e arrefecimento, que existem principalmente pela deficiência na construção. 

No âmbito deste tema, a Porcelanosa, que é um dos nossos fornecedores e um dos fabricantes mais importantes do mundo da cerâmica, mobiliário de cozinha, equipamento de casa de banho e de soluções construtivas, realizou recentemente um debate onde reuniu vários profissionais da área da arquitetura e onde tive a honra de poder estar presente. 

Foi uma conversa aberta, com troca de ideias e conhecimentos, onde juntamente com outros colegas de profissão partilhámos os vários desafios atuais e futuros da sustentabilidade na arquitetura e na construção. Falámos sobre o que é a verdadeira sustentabilidade, sobre o desafio de encontrar materiais mais sustentáveis com preços competitivos, sobre a dificuldade em transmitir e explicar aos clientes as vantagens de determinados materiais ou procedimentos mais eficientes, entre outras questões.

Apesar das limitações e dificuldades que todos encontramos para tornar a arquitetura e construção, no geral, mais eficiente e sustentável, acredito que estarmos sensibilizados para o problema é o ponto de partida para começarmos a fazer diferente e melhor. E deixa-me genuinamente feliz perceber que esta é uma preocupação cada vez mais presente não só em quem projeta mas também nas empresas que fazem parte da indústria da construção, como a Porcelanosa, e que têm igualmente um papel muito importante e que também podem implementar algumas mudanças que fazem a diferença. 

Subscrever
Receber notificações de
0 Comentários
Ver todos os comentários